www.solidnet.org

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Portugal, Portuguese Communist Party Portuguese CP, Statement by the General Secretary of the PCP on the electoral results [En., Pt.]

Portuguese CP, Statement by the General Secretary of the PCP on the electoral results [En., Pt.]

E-mail Print PDF

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

SECÇÃO INTERNACIONAL


Statement by

Jerónimo de Sousa, General Secretary of the PCP

“A Set of results of undeniable value, importance and significance”

September 29, 2013

1. CDU salutes the thousands of PCP, PEV, ID, CDU Youth and independent candidates, activists and militants who with their dedication and intervention contributed to build this important election victory.

A victory of confidence and hope over disillusion and conformism, testifying that the workers and the people have in their hands, and also with their vote, the possibility, with CDU’s support, to bring together the necessary wills and energies for a committed and confident intervention struggle for a fairer, developed and sovereign country. A result that brings more strength and confidence to the struggle for an alternative policy to defeat the course of disaster imposed by a right-wing policy and which will open the prospects for an alternative, patriotic and left-wing policy.

CDU salutes all those who gave it their support and vote reaffirming the firm commitment that they will now find in the action of the thousands of those elected by the Coalition, a presence of work and dedication to build a better life and for the progress and development of their parishes and municipalities. And particularly emphasizes that the support and confidence now deposited in CDU will be present to give voice and expression, in all places and at all moments, to the struggle for the defence of the rights, employment, social benefits and a decent life.

2. The expressive number of votes received, together with a significant increase in the election percentage, increase in the number of council members, the confirmation in general of the majority positions and the gain of new majorities, as are the cases of Évora, Beja, Grândola, Alcácer do Sal, Alandroal, Cuba, Vila Viçosa, Monforte, Silves, with the possibility of winning in more municipalities, namely Loures.

These gains represent a solid progress by CDU as witnessed by the broad current of support and trust by a growing number of Portuguese men and women.

3. CDU stresses the undeniable value, importance and significance of all the results obtained today. Results which are an expression of the recognition of CDU’s intervention in local government, its road of work, honesty and competence, of dedication to popular interest and the public cause.

But the important electoral progress and advance, and the expressive gains in voting and the positions obtained also show the recognition of the coherent and determined intervention of the forces that make up CDU – PCP, PEV, Democratic Intervention – in defending the interests of the workers and populations and in the resistance and combat against the right-wing policy.

The votes obtained by CDU represent a factor of trust and hope that another path and course are possible, a stimulus to the struggle and the prospects and materialization it can bring for an alternative policy, and a testimony that, as we have stated, it is in hands of the workers and people with their action, options and vote to defeat the parties of the right-wing policy and give more strength to CDU and for the materialization of a patriotic and left-wing policy.

4. CDU reaffirms its conviction that each position now won, each of the more than three thousand mandates now gained by CDU, will constitute a factor of more work, intervention and full commitment in the defence of the interests of the populations, in promoting the local living conditions and in the struggle for a fairer and developed Portugal.

An intervention which will continue tomorrow in the daily struggle – where the big action of a national struggle stands out, the “March for April, against exploitation and impoverishment” called by CGTP for this coming October 19.

An intervention to further proposals to ensure an improvement of wages and pensions, respect for the rights of those who work, the strengthening of social benefits, the defence and valorisation of public services, a focus on national production and in the creations of jobs.

CDU’s advance is an important stimulus in the active and confident intervention to strengthen the positions in the European Parliamentary elections on May 25 of next year, in defence of the interests of the workers, of the people and of the country, of the national sovereignty and independence.

5. Regardless of the local nature, factors and dynamics of these elections, the significant loss of votes by PSD and CDS is inseparable from the clear condemnation by the Portuguese workers and people of the policy of ruin and impoverishment that are dragging the country and the life of the Portuguese.

The manoeuvres that are already being tested to ignore a national reading of these elections do not hide that these results show a significant expression in national terms of the growing political and social isolation of the parties in Government, and only strengthen the need, possibility and urgency for its dismissal.Alpha

6. The results obtained by CDU, and specially the current of support for its proposals and intervention, the significant participation of the youth and independents that make this coalition a space of convergence, are a solid factor of confidence in the future political battles that we will continue to wage for a better life, for the indispensable dismissal of the Government, for the rejection of the Pact of Aggression and for the defeat of the right-wing policy, for a patriotic and left-wing policy, that will affirm the values of  [the] April [Revolution] in the future of Portugal.

=======================

Intervenção de Jerónimo de Sousa,

Secretário-Geral do Partido Comunista Português

29 Setembro 2013

“Um conjunto de resultados de inegável valor, importância e significado”

1. A CDU saúda os milhares de candidatos, activistas e militantes do PCP, do PEV, da ID, da juventude CDU e independentes que com a sua dedicação e a sua intervenção contribuíram para construir esta importante vitória eleitoral.

Uma vitória da confiança e da esperança sobre a desilusão e o conformismo, comprovando que os trabalhadores e o povo têm nas suas mãos e também no seu voto a possibilidade de com o apoio à CDU, juntar vontades e energias indispensáveis a uma empenhada e confiante intervenção na luta por um País mais justo, desenvolvido e soberano. Um resultado que dá mais força e confiança à luta por uma política alternativa que derrote o rumo de desastre imposto pela política de direita e abra perspectivas de uma política alternativa, patriótica e de esquerda.

A CDU saúda todos aqueles que lhe confiaram o seu apoio e o seu voto reafirmando-lhes o firme compromisso de que encontrarão agora na acção dos milhares de eleitos da Coligação uma presença de trabalho e dedicação para a construção de uma vida melhor e para o progresso e desenvolvimento das suas freguesias e concelhos. E sublinha especialmente que o apoio e a confiança agora depositadas na CDU estará presente para dar voz e expressão, em todos os locais e em todos os momentos, à luta em defesa dos direitos, pelo emprego, a protecção social e a uma vida digna.

2. A expressiva votação alcançada com o significativo reforço da percentagem eleitoral, aumento do número de vereadores, a confirmação da generalidade das suas posições de maioria e a conquista de novas maiorias, como são os casos de Évora, Beja, Grândola, Alcácer do Sal, Alandroal, Cuba, Vila Viçosa, Monforte, Silves, com a possibilidade de vencer em mais municípios, nomeadamente Loures.

Este reforço representa uma sólida progressão da CDU que testemunha a ampla corrente de apoio e confiança de um número crescente de portugueses e portuguesas.

3. A CDU sublinha o inegável valor, importância e significado do conjunto dos resultados hoje obtidos. Resultados que são expressão do reconhecimento da intervenção da CDU nas autarquias, do seu percurso de trabalho, honestidade e competência, de dedicação aos interesses populares e à causa pública.

Mas o importante progresso e avanço eleitoral, e o expressivo avanço da votação e posições obtidas traduz igualmente o reconhecimento da intervenção coerente e determinada das forças que integram a CDU – o PCP, o PEV, a Intervenção Democrática - na defesa dos interesses dos trabalhadores e das populações e na resistência e combate à política de direita.

A votação obtida pela CDU constitui um factor de confiança e esperança de que é possível um outro caminho e um outro rumo, um estimulo à luta e ao que ela pode abrir de perspectivas e concretização de uma política alternativa, e um testemunho de que, como temos afirmado, está nas mãos dos trabalhadores e do povo com a sua acção, opções e voto derrotar os partidos da política de direita e dar mais força à CDU e à concretização de uma política patriótica e de esquerda.

4. A CDU reafirma a sua convicção de que cada posição agora conquistada, cada um dos mais de três mil mandatos alcançados pela CDU constituirão um elemento mais de trabalho, intervenção e inteira entrega na defesa dos interesses das populações, na promoção das condições de vida local e na luta por um Portugal mais justo e desenvolvido.

Uma intervenção que terá continuidade já amanhã na luta de todos os dias – em que avulta essa grande acção de luta nacional a “Marcha Por Abril, Contra a exploração e o empobrecimento” já convocada pela CGTP para o próximo dia 19 de Outubro.

Uma intervenção para fazer avançar as propostas que assegurem a melhoria dos salários e pensões, o respeito pelos direitos de quem trabalha, o reforço da protecção social, a defesa e valorização dos serviços públicos, a aposta na produção nacional e na criação de emprego.

O avanço da CDU é um importante estímulo na intervenção activa e confiante para o reforço de posições nas eleições do Parlamento Europeu de 25 de Maio do próximo ano, na defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo e do País, da soberania e independência nacionais.

5. Independentemente da natureza, factores e dinâmica locais destas eleições, a expressiva perda de votação de PSD e CDS é indissociável de uma clara condenação dos trabalhadores e do povo português da política de ruína e de empobrecimento para que estão a arrastar o país e a vida dos portugueses.

As manobras já ensaiadas para procurar afastar leituras nacionais destas eleições não iludem que estes resultados traduzem uma expressão significativa o plano eleitoral do crescente isolamento político e social dos partidos do Governo que só reforçam a necessidade, possibilidade e urgência da sua demissão.

6. Os resultados obtidos pela CDU, e sobretudo a corrente de apoio às suas propostas e intervenção, a expressiva participação de jovens e independentes que fazem desta coligação um grande espaço de convergência, são um sólido elemento de confiança para as batalhas políticas futuras que continuaremos a travar por uma vida melhor, pela indispensável demissão do Governo, pela rejeição do Pacto de Agressão e pela derrota da política de direita, por uma política patriótica e de esquerda, que afirme os valores de Abril no futuro de Portugal.